A gente passa pelo sofrimento, mas depois vem a vitória

Aproveitando a celebração da Semana Santa neste mês, quero convidar a nossa comunidade para fazer uma reflexão sobre o simbolismo da cruz. A cruz tem um significado tão forte para a nossa Igreja que até hoje não é entendida por boa parte dos católicos. Há pessoas que deixam o catolicismo em busca de outras religiões onde a cruz não existe ou é algo meramente decorativo.

Nós precisamos ter consciência de que a cruz está presente no nosso dia a dia. Ela faz parte de todos os momentos de angústia, de crise, de todas as dificuldades que por ventura enfrentamos. Quando uma situação está muito difícil, costumamos dizer que a nossa cruz está muito pesada, mas não tem cruz que a gente não possa carregar. Muitas vezes a cruz se torna pesada que até pensamos em abandoná-la. Abandonar a cruz é o mesmo que desistir da nossa missão, de qualquer serviço que devemos prestar. O importante é que você tenha alguém que possa te ajudar a carregar esta cruz e assim ela não se torna tão pesada. Até Jesus precisou de alguém que o ajudasse a carregar a sua cruz.

Para muitos, a cruz representa apenas os momentos de sofrimento, mas ela serve até para moldar o nosso caráter. A cruz geralmente é mais pesada quando a pessoa é pessimista, quando pensa que não vai conseguir nada, que não vai vencer e que a sociedade passa por uma crise sem fim. Esta é a pessoa que não confia no Senhor. Aquele que confia, entrega tudo nas mãos de Deus e aceita com mais naturalidade as dificuldades cotidianas. Cada um tem a sua cruz e devemos carregá-la com otimismo, com esperança e não ter medo de convidar as pessoas para estarem conosco. Cada um tem a sua missão pessoal a cumprir, mas quando a cruz está muito pesada, a gente pode convidar alguém para compartilhar. Há momentos em que não podemos carregar a nossa cruz sozinhos.

Jesus enfrentou a cruz que era o pior tipo de morte em sua época e hoje é sinal de vitória para os católicos. O essencial para nós é que Cristo é um vencedor. A Páscoa para nós representa aquilo que Jesus prometeu: que a gente passa pelo sofrimento, mas depois vem a vitória. A Páscoa é passagem para outra vida. A Ressurreição é a vitória: Jesus venceu o mundo, superou a cruz, e você também pode vencer. Para mim, a Páscoa tem esse sentido muito forte da passagem, da mudança para outra vida.

Feliz Páscoa!

Padre Pedro Ramos de Faria, SAC
Pároco