Os sete sacramentos 

O Catecismo da Igreja Católica (CIC) ensina que os sacramentos foram instituídos por Cristo e atingem todas as etapas e momentos da vida do cristão. Os sacramentos são sete: Batismo, Confirmação e Eucarística (sacramentos da Iniciação Cristã), Penitência, Unção dos Enfermos (sacramentos de Cura), Ordem e Matrimônio (sacramentos do serviço e da comunhão). 

 

BATISMO

O Batismo é o fundamento de toda a vida cristã, a porta da vida no Espírito e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos. É pelo Batismo que somos libertados do pecado, tornamo-nos membros de Cristo, somos incorporados à Igreja e feitos participantes da sua missão. (c.f CIC1213). 

 

CONFIRMAÇÃO – CRISMA 

O sacramento dá continuidade ao caminho da Iniciação da Vida Cristã. A Confirmação aperfeiçoa a graça batismal. É o sacramento que dá o Espírito Santo para enraizar-nos mais profundamente na filiação divina. A Confirmação imprime na alma do cristão um sinal espiritual ou caráter indelével (c.f CIC 1316-1317). 

São três os efeitos deste sacramento: 

1 – O aumento da graça santificante

2 – A graça sacramental específica, cujo efeito próprio são os sete dons

3 – O aprofundamento do caráter (marca) na alma, que identifica o soldado de Cristo no combate contra o mal. 

Para que possa receber este sacramento o crismando deve estar adequadamente instruído e em estado de graça e deve ser capaz de renovar as promessas do Batismo.

 

EUCARISTIA 

 “Sempre que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciais a morte do Senhor até que Ele venha” (1 Cor 11, 26).

A santa Eucaristia conclui a iniciação cristã. É o coração e ápice da vida da Igreja, pois nela Cristo associa sua Igreja e todos os membros a seu sacrifício de louvor e de ação de graças oferecido uma vez por todas na cruz a seu Pai (c.f CIC 1407). 

 

PENITÊNCIA

Cristo instituiu o sacramento da Penitência para todos os membros pecadores de sua Igreja, antes de tudo para aqueles que, depois do Batismo, cometeram pecado grave e com isso perderam a graça batismal e feriram a comunhão eclesial (c.f CIC 1446)

 

UNÇÃO DOS ENFERMOS

O sacramento da Unção dos Enfermos tem o propósito de conceder uma graça especial ao cristão que está passando por alguma enfermidade grave ou de velhice, confortando-o, perdoando-o e acompanhando-o nesse momento difícil. 

A graça especial do sacramento tem como efeitos: 

– a união do doente com a paixão de Cristo, para seu bem e o bem de toda a Igreja

– o reconforto, a paz e a coragem para suportar cristãmente os sofrimentos da doença ou da velhice

– o perdão dos pecados, se o doente não pode obtê-lo pelo sacramento da Penitência

– o restabelecimento da saúde, se isso convier à salvação espiritual

– a preparação para a passagem à vida eterna 

 

ORDEM

A Ordem é o sacramento da continuidade da missão que foi confiada aos apóstolos por Jesus Cristo. É o sacramento do ministério apostólico. Comporta três graus: o episcopado, o presbiterado e o diaconado. A Igreja só confere o sacramento da Ordem a homens batizados, cujas aptidões para o exercício do ministério foram devidamente comprovadas (c.f CIC 1598). 

 

MATRIMÔNIO 

O sacramento do Matrimônio significa a união de Cristo com a Igreja. Concede aos esposos a graça de amarem-se com o mesmo amor com que Cristo amou sua Igreja; a graça do sacramento leva à perfeição o amor humano dos espaços, consolida sua unidade indissolúvel e os santifica no caminho da vida eterna (c.f CIC 1661).