O gesto de solidariedade de dois paroquianos devolveu a alegria à pequena cidade de Santa Cecília do Pavão, distante 70 quilômetros de Londrina. A ação foi tão importante que houve até uma celebração especial para comemorar o evento.
No fim do ano passado, um homem invadiu a igreja matriz da cidade de quebrou todas as imagens da igreja.
Os paroquianos da Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos Walfrido Soares Barbosa e Sandro Rocha Silva ficaram comovidos com a situação e decidiram restaurar as imagens. O trabalho de restauração teve também a participação do artista Adriano Antonholi, de Jataizinho.
A restauração ficou ainda mais difícil porque os cacos das várias imagens foram colocados todos juntos. O trabalho de restauração demorou quase seis meses. Foram nove imagens de santos e santas e 21 imagens do presépio.
O esforço não foi em vão. No domingo, dia 1 de julho, as imagens voltaram para a Paróquia Santa Cecília.
A chegada das imagens emocionou os fiéis, especialmente os mais antigos. As crianças que chegavam para a celebração ficavam encantadas com a novidade e acariciavam as imagens como se fosse alguém da família que havia chegado.
A celebração foi presidida pelo bispo de Cornélio Procópio, dom Manoel João Francisco. Ele disse que a intolerância religiosa vem crescendo no Brasil, mas defendeu a necessidade de uma convivência pacífica entre as mais variadas denominações religiosas. “É preciso que sejamos tolerantes e que respeitemos a religião uns dos outros”, afirmou dom Manoel.
Os restauradores e o nosso vigário, padre Pedro Ramos de Faria, que acompanhou todo trabalho, foram homenageados. O discurso de agradecimento feito por uma representante da comunidade local emocionou a todos. Leia a íntegra do discurso ao final.

CATEDRAL
Três dias após o ataque em Santa Cecília do Pavão, a mesma pessoa, invadiu a Catedral Metropolitana de Londrina e destruiu a imagem do Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da cidade. A imagem doada na década de 1940 foi restaurada por empresa especializada e voltou à Catedral no dia 8 de junho, dia do Padroeiro, com uma grande festa.

DISCURSO
“Queremos neste momento, agradecer a todos que ajudaram para que as imagens voltassem para a Igreja Católica de Santa Cecília do Pavão, seja através de doações de materiais ou através de orações.
O dia 30 de dezembro de 2017 marcou a história de nossa paróquia. Em um ato insolente, nossas imagens foram destruídas, fato que abalou totalmente a nossa comunidade. Choro, tristeza, desânimo e até a falta de fé tomaram conta de nossas vidas. Foi um desolamento total.
Como imaginaríamos que alguém pudesse realizar tal ato? Eram apenas parte de nossa história, parte de nossas vidas.
Mas cada dia é uma dádiva, uma oportunidade de transformar sonhos em realidade. E quando nos vimos desanimados, desconsolados e perdidos no meio do caminho, Deus enviou anjos para nos ajudar; um momento em que nosso coração foi tomado de felicidade, pois não é sempre que somos presenteados com tanto esmero.
Não foi dinheiro, mas foi muito mais que isso; vai além de nosso entendimento. Deus nos enviou os anjos, padre Pedro Ramos de Faria, da Paróquia Rainha dos Apóstolos, os restauradores Walfrido Soares Barbosa e Sandro, de Londrina, e Adriano Antonholi, de Jataizinho, que chegaram de mansinho e nos mostraram quão grande é o amor que Deus tem por nós, que Ele nunca nos desampara; que não mediram esforços, foram incansáveis, não tiraram férias, abdicaram de tempo com a família e que muitas vezes fizeram da noite e das madrugadas suas companheiras de trabalho.
Compartilhar aquilo que se tem, é uma das maiores virtudes do ser humano. Palavras não serão suficientes para expressar a gratidão e o respeito que a paróquia Santa Cecília tem para com vocês, que foram tocados pelo Espírito Santo e nos presentearam com o dom maior que existe: a caridade, e foi através da caridade que ofertaram a Deus e à comunidade católica de Santa Cecília do Pavão o dom precioso que lhes foi confiado.
Obrigada por tudo. Saibam que sempre estarão em nossas orações. Que Deus e Santa Cecília sempre os ilumine e que continue fazendo de vocês instrumentos de fé. Que Deus os abençoe.
Com carinho.
Comunidade da Paróquia de Santa Cecília do Pavão”