A caridade da comunidade da Paróquia Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos garantiu alimento na mesa de dezenas de famílias carentes de Londrina. Com a doação de dinheiro e produtos, os Vicentinos puderam montar cestas básicas e de Natal para distribuir às famílias assistidas.

Foram entregues cestas básicas e cestas natalinas compostas por frutas, verduras, legumes, três tipos de carnes, refrigerante, chocolate, doces e panetones para 23 famílias do Jardim Nossa Senhora da Paz, conhecido como Bratac. As cestas foram distribuídas pela Creche Irmãs de Betânia.

“Sem essa cesta não ia ter muita coisa no Natal, não. Esse ano foi muito complicado. Muita família não vai ter nem arroz e feijão”, afirmou Laudiceia Gomes Silva. Ela mora com o marido e quatro filhos na Bratac.

Também entregaram as doações para as 18 famílias assistidas pelos Vicentinos. Daniele Passi Mafra é uma das assistidas pelos Vicentinos. A família passou por um momento muito difícil. Têm um ano e meio desde que ela e a filha voltaram a morar com os pais.


Padre Bruno abençoou as cestas que foram distribuídas às famílias assistidas
Foto: Éder Santos/Pascom

“Agradeço muito a ajuda dos Vicentinos e esse amor que somos tratadas. Não é só o alimento, mas a preocupação em nos ajudar. Sou muito agradecida por essa ajuda. Rezo muito por vocês, pela paróquia, pelo padre Bruno e se Deus quiser, em breve, vamos passar a ajudar e deixar esse trabalho lindo para outra família que precise mais do que nós. Deus não deixa faltar, Ele multiplica”, comentou Daniele.

O coordenador dos Vicentinos, Marcelino Trucillo, ressalta a importância do auxílio da comunidade na doação de alimentos. “Sem vocês não fazemos nada e a gente faz questão de dizer isso toda vez que vamos levar estas cestas para as famílias”, disse Trucillo.

Ele afirmou que os Vicentinos é uma missão permanente. “Em um trecho de um livro de São Vicente Pallotti, ele diz que se você pode participar de toda a missão com doações. Se você não pode doar, dê seu trabalho, se não puder dar seu trabalho, participe com orações. Nenhum destes três itens é maior ou menor que qualquer um deles. Para que uma missão floresça e nosso trabalho continue pedimos que vocês orem por nós e pelos nossos assistidos”, pediu o coordenador.

Atualmente, os Vicentinos atendem diretamente 18 famílias e 25 indiretamente. Antes da pandemia estes números eram 10 e 15, respectivamente.

Chocotones para os pobres

Um grupo de mulheres da nossa paróquia produziu e distribuiu chocotones para os pobres. Foram feitos 500 chocotones distribuídos em parceria com a Toca de Assis. Parte dos chocotones foram destinados para os assistidos do Abrigo Pe. Manoel Coelho, da Irmã Jardine, em Cambé.

“Chocotone dos pobres surgiu de uma homilia do padre Fiori em que ele falou que São Camilo de Lellis (padroeiro dos enfermos) foi morar com os mendigos e que ele enxergava Cristo nos mendigos de tal maneira que confessava os seus pecados para os mendigos. Essa homilia me marcou bastante”, comentou Valéria Milani Pavani, organizadora da ação.

O grupo pediu doações aos amigos, aos paroquianos e pela internet. “O padre Bruno abriu a cozinha da paróquia para fazermos os chocotones. Recebemos doações de ingredientes e em dinheiro”, explicou Valéria.

Doação de chinelos

A campanha de doação de chinelos masculinos para o Lar Santo Antônio e ao Abrigo Pe. Manoel Coelho, da Irmã Jardine, em Cambé, arrecadou mais de 200 pares. O lar tem mais de 90 residentes, entre homens e mulheres, e o abrigo atende 24 horas, principalmente moradores de rua.

A nossa comunidade também doou para o trabalho de assistência da Irmã Jardine cesta básica, cesta de Natal com carne e panetone, além de uma quantia em dinheiro.

Irmã Jardine e o pároco Pe. Bruno Áthila – Foto: Aline Machado Parodi/Pascom