A Pastoral do Dízimo é responsável por dar assistência aos dizimistas, coleta das ofertas e devoluções do dízimo durante as missas e estimular as pessoas para que façam a experiência de ser dizimista.

O dízimo é fé, gratidão, generosidade, senso de corresponsabilidade, consciência da dimensão econômica da evangelização. “O dízimo é uma contribuição sistemática e periódica dos fiéis, por meio da qual cada comunidade assume, corresponsavelmente, sua sustentação e a da Igreja. Ele pressupõe pessoas evangelizadas e comprometidas com a evangelização” (CNBB, Doc. 106, N.6).

Atualmente, a Pastoral do Dízimo conta com cerca de 20 agentes pastorais ativos. Por causa da pandemia da COVID-19, a pastoral sofreu com a diminuição dos agentes. Muitos casais ainda não retornaram às atividades. “Antes da pandemia tinham três casais por plantão. Hoje, é apenas um por celebração”, afirmou Andressa Massoni da Costa, coordenadora da Pastoral do Dízimo.

Durante os plantões, os casais dão assistência aos dizimistas entregando os carnês e envelopes para a devolução e ofertas. A pastoral identifica cada dizimista por códigos, facilitando na hora de encontrar o cadastro e preenchimento de informações referente à oferta. O dizimista pode fazer a devolução de diversas formas: dinheiro, cartão ou via PIX.

Andressa fala que na pandemia foi bem difícil manter as atividades, pois muitos membros são idosos e do grupo de risco. Um decreto da Arquidiocese de Londrina havia determinado que as pessoas do grupo de risco não podiam participar das pastorais.  

“No início da pandemia quando tudo estava fechado e nem a secretaria paroquial funcionava, foi liberado somente a distribuição da Eucaristia para os fiéis, mas a Pastoral do Dízimo estava ali de plantão recebendo as ofertas dos dizimistas, trabalhando sem escala fixa e adaptando para o rodízio de agentes para atuar nas funções”, recordou Andressa.

“Aos poucos, foi voltando ao normal, mas muitos dos agentes ainda não se sentiam à vontade em voltar. Os agentes estão voltando aos poucos, e outros ainda vão esperar um pouco mais”, afirmou a coordenadora.

A pastoral está sempre aberta para receber novos membros. Este ano, há duas novas integrantes e a coordenação está em contato com outras pessoas que possam vir a somar. “Qualquer pessoa pode participar da Pastoral do Dízimo, não temos idade mínima e nem idade máxima. Acredito que todas as pastorais estejam precisando de novos agentes, por conta desta pandemia, muitos acabaram se desligando. seja porque já tem uma certa idade ou por outro motivo”, disse Andressa.

Segundo ela, a pastoral pretende manter as reuniões bimestrais, pois acredita ser de extrema importância para o alinhamento e a organização. Uma formação sobre o que é a pastoral, como funciona e suas dimensões foi realizada em março.

Está programada para dezembro a Semana do Dízimo para que as pessoas possam conhecer o servir da pastoral e a conscientização da importância da constância na devolução do Dízimo. Andressa diz que “hoje não é apenas a pessoa fazer a devolução do dízimo, mas manter a constância e se comprometer todo mês com a devolução”.  

Quer participar da Pastoral do Dízimo?

Entre em contato com o Plantão do Dízimo durante as missas ou na secretaria pelo telefone (43) 3327-2518 (WhatsApp).