Você está aqui
Home > Notícias > Doze novos ministros foram investidos

Doze novos ministros foram investidos

“A Eucaristia é “fonte e centro de toda a vida cristã” (cf. Lumen Gentium, 11), de tal forma que se pode afirmar que “a Igreja vive da Eucaristia” (cf. Ecclesia de Eucharistia). Neste sentido, o serviço litúrgico dos ministros extraordinários da comunhão deve ser entendido como expressão do cuidado pastoral para promover a devoção ao mistério eucarístico”, escreveu o cardeal Orani João Tempesta, sobre o serviço dos ministros extraordinários da Sagrada Eucaristia (Mesc).

Eles têm como missão a distribuição da sagrada comunhão na missa, aos doentes em suas casas, a exposição do Santíssimo para adoração, em casos excepcionais, animar a assembleia dominical na ausência do padre.

Segundo o cardeal, os ministros devem ser homens e mulheres de reconhecida idoneidade cristã, fé esclarecida, adequada preparação doutrinal, comunhão eclesial e vida cristã íntegra, ter recebido os três sacramentos da iniciação cristã.

No dia 17 de agosto, a nossa comunidade acolheu 12 novos ministros. A formação deles durou um ano e agora reforçam o ministério eucarístico, que conta 45 ministros. Eles são os responsáveis por abrir e fechar a igreja, por isso ganharam as chaves da igreja, e auxiliar o padre no altar. “A nossa família de ministros aumentou e vamos ficar mais abastecidos para atender o ministério e os nossos doentes”, afirmou Maria de Fátima Gouveia Santos, coordenadora do Mesc.

O casal Bernadete Bulaty Tauil e Jorge Willians Tauil, que foram investidos, contam que o período de preparação foi uma fase de muita oração e entrega. Eles ficaram muito sensibilizados com o convite do padre Bruno Áthila para servir. “É uma missão importante e de responsabilidade, que tem que fazer com muita caridade, amor e entrega”, afirmou Jorge.

Os dois não pensavam sem serem ministros, mas disseram sim prontamente. “Nunca pensei de ser ministra. É uma função tão delicada e de entrega. Pensava será que sou capaz de me integrar assim? Nunca almejei ser ministra, mas agora Jesus chamou para servir. Qualquer pessoa chamada por Ele é capaz de se doar e servir. Espero que consiga agradá-Lo e fazer o que Ele espera de mim”, disse Bernadete.

A nova ministra Suely Fuziy Kihara também se questionou se seria capaz de servir no mistério. “Pensei muito, mas se está chamando é porque a gente tem capacidade e vai fazer o melhor”, afirmou Suely. O seu marido já é ministro e sua filha é coroinha sênior.

 

Novos ministros

Bernadete Bulaty Tauil

Camila Pereira Dias Gomes

Célia Regina Zambaldi Gléria

Jorge Willians Tauil

Laura Carolina Martins

Ligia Couto Gomes de Araújo

Patricia Bettini Lamberti Utiyamada

Patricia Garcia Arrabal Gil

Roziane Fernandes Kruczeveski

Salvador Sidnei de Oliveira

Suely Fuziy Kihara

William Rodrigues de Araújo

 

Atribuições dos MESC

Ser auxiliar do sacerdote nos atos litúrgicos

Levar a Santa Comunhão aos doentes em domicílio e ou em hospitais

Ser animador da comunidade conforme orientação do pároco

Ser um agente formador evangelizador da comunidade

Colaborar com a equipe de liturgia nas reuniões e nas ações litúrgicas

Presidir o culto sem padre quando houver necessidade “Ministério da Palavra”

Exercer outras atividades pastorais (Cursos de Noivos, Batismo, Crisma, etc.), conforme critério do pároco

Administrar o Batismo (Conforme Cânon 230 § 3), Celebração Cristã da Esperança (Exéquias), quando o pároco necessitar

Participar ativamente da Procissão de Corpus Christi

Estar integrado na coordenação arquidiocesana e ao seu setor

Participar da formação permanente conforme consta no manual

Usar uniforme Oficial da Diocese quando a serviço no Altar, na Procissão de Corpus Christi, nas Exéquias, e de preferência ao levar a Santa Eucaristia aos doentes

Consultar o Pároco em caso de dúvidas no exercício de seu ministério

Participar e colaborar com a equipe paroquial nas reuniões, nas escalas de serviços e nos eventos programados para o crescimento do MESC

Participar das “Horas Santas” no local determinado pela coordenação da pastoral, pelo menos nas de responsabilidade do seu setor

Fonte: Apostila Formação MESC – Arquidiocese de Curitiba

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo